O melhor pai que meu filho poderia ter!


Sempre tive em mente que jamais me casaria com um homem que não fosse ser um bom pai. É claro que é difícil a gente ter certeza dessas coisas, pois só sabemos de verdade como seremos como pai e mãe depois que a expectativa torna-se realidade, mas era assim que eu pensava. E aí, quando o negócio começou a ficar mais sério com o Claudio, eu não pude evitar imaginá-lo como pai. Será que ele levaria jeito? Será que seria presente, interessado, dedicado? Será que iria curtir? Sim, ele tinha toda a cara de ser um paizão. Talvez um pouco sério, reservado, mas com certeza um exemplo de homem a ser seguido. E assim seguindo o curso natural das coisas, ficamos noivos e casamos. 04 anos depois resolvemos adotar nosso primeiro filho, e quando a assistente social nos ligou nos perguntamos... E agora? Como seriam as coisas? Assim que o meu marido pegou meu filho nos braços, NASCEU UM PAI. E que pai!  Ele carregava o Maurício nos braços como se tivesse feito isso à vida toda. Passava todas as horas disponíveis do seu dia ao nosso lado, não fugia de uma única troca de fralda e ainda assumia a sua parte na hora de mamar, que era fazer nosso pequeno arrotar. Desde os primeiros dias do Maurício nesse mundo, ele me surpreendeu me impressionou. Não consigo imaginar um pai mais perfeito para ele, uma figura paterna mais presente (apesar dos dias que passava longe fisicamente). Realmente, não consigo. E também não consigo descrever em palavras tudo que ele fez e que me deixou de queixo caído, tendo certeza que o maior e melhor presente que eu poderia dar para o meu filho já foi dado: tê-lo escolhido como pai. Mas se não dá para dizer tudo, pelo menos faço questão de contar uma parte, para que daqui a alguns anos, se esse blog ainda existir, meus filhos tenham a oportunidade de ver um pouquinho do que seu pai já fez por eles (e por mim) nesses seus 25 anos de vida. Isso mesmo meu filho mais velho já é um homem. Agora são 03 filhos, depois do Maurício adotamos a nossa filha Juliana (24 anos) e depois nasceu o Marcelo (22anos).
Por que o meus filhos tem o melhor pai do mundo?
Porque ele é dedicado e amoroso
Porque ele soube brincar como ninguém
Porque ele faz questão de passar cada minuto que está em casa ao lado dos filhos
Porque ele nunca fugiu da parte chata e trabalhosa
Porque ele nunca deixou de levantar de madrugada quando era preciso
Porque dava mamadeira e fazia o filho dormir
Porque ele cuidou das cólicas do meu filho (que não foram poucas)
Porque ele atendeu todos os meus telefonemas desesperados e chorosos e me ouviu desabafar
Porque cuidou do meu filho noites inteiras para eu dormir
Porque cuidou do meu filho tardes inteiras para eu poder sair
Porque nunca viu nas suas tarefas de pai uma obrigação
Porque sempre viu em tudo que diz respeito aos filhos a sua maior fonte de prazer na vida
Porque consegue me mostrar outros pontos de vista e me convencer de que nem sempre eu estou certa
Porque conversa com meus filhos mais do que com qualquer outra pessoa nesse mundo (quem o conhece sabe do que estou falando)
Porque demonstra afeto, amor, carinho e proteção
Porque é o melhor exemplo de ser humano que o meu filho poderia ter.

Agradeço ao pai dos meus filhos, Claudio Simões Pereira por ser esse Pai. ♥


0 comentários:

Postar um comentário